26 de set de 2009

"Sing us a song of the Century"


"Quem canta seus males espanta", existe melhor ditado que esse? É, talves exista, mas esse é sem dúvidas um dos melhores.

E não é que é verdade! É muito bom por aquela música bem alta, aquela música que pra você não tem defeito, toda perfeita, ritmo, letra, melodia, e cantá-la do começo ao fim! Eu me sinto revigorado depois de uma boa dose de Green Day, Beatles e adjacentes!

Não, eu não canto bem. Minha voz não é nem um pouco bonita, mas isso importa? Claro que não, pq importaria? Os outros que se explodam, pra mim eu sou o melhor cantor do mundo porque estou feliz cantando e pensando em todas as coisas boas de minha vida. Eu canto mesmo, e canto pra esquecer tudo de ruim que acontece e pensar só no que eu quero. Porque cantar é bom, até pra quem não sabe!

10 de set de 2009

"E volta o cão arrependido..."

Assumo que sou viciado em televisão. Não assisto novelas, nem nenhum tipo de reality show, mas assisto praticamente tudo!

Resolvi escrever esse texto aqui porque a Tv está ligada e está passando Um maluco no pedaço e é incrível como eu assisto mais de duzentas vezes um episódio e rio das mesmas piadas. O caso fica ainda mais sério quando o programa é Chaves, ou vai dizer que você também não repete as falas no mesmo momento que os personagens as falam na televisão(Mamãe querida, meu coração por ti bate... como caroço de abacate! UHSAUHSAUHSAUSA). Nesse grupo ainda entram Eu, a patroa e as crianças, Friends, Chapolin e, é claro, Bob Esponja.

Será que não existe mais nenhum programa que possa substituir os antigos? A resposta é não, esses são insubstituiveis tem lugar cativo na programação. Outros tão bons quanto podem surgir, mas esses vão ser sempre engraçados e vão sempre dar audiência para os canais, já que é o mais importante!


Bom, agora eu vou indo, Nick at Night continua, daqui a pouco tem Alf! Abraços!

23 de ago de 2009

Follow me! :D


Não é que esse negócio de twitter tá ficando legalzinho. No início eu achei uma parada bem desnecessária, pra mim não tinha utilidade, só servia pra tomar conta do que as outras pessoas estavam fazendo, mas aos poucos as utilidades foram aparecendo.
O primeiro ponto positivo que vi foram os quizzes, achei divertidissimo! Minha idade mental é de 7 anos, vou ser um pedreiro e vou morrer em 2025, tem como não se divertir com isso?
Ai quando se começa a seguir pessoas famosas que vc gosta, você descobre um monte de coisas legais, sobre datas de pessas, informações sobre futebol, etc.
E por ultimo, o twitter é um bom lugar para divulgas os posts que aqui são feitos.
Aos poucos eu vou gostando mais desse negócio de twitter, mas se eu pensar bem, um dia também já não gostei de orkut nem de msn!
Bom, depois de ler esse texto, bem que vc podia me seguir lá no twitter né? http://twitter.com/guibcorrea
Por hoje é só, abraços!

16 de ago de 2009

Happy Birthday to us...


Assim como a minha querida Clariinha estou de volta depois de bastante tempo, e volto em uma data especial. Era exatamente 16/08/2008 o dia em que o primeiro texto desse blog foi escrito, com muito orgulho, por mim.
Esse blog está fazendo 1 ano, 1 ano inteiriinho, tá certo que durante esse ano nós nos ausentamos por algumas semanas (tem dias que a criatividade desaparece). Surgimos para compiar nossos queridos amigos do Livrepub, mas eu nunca pensei que chegariamos a durar um ano com essa idéia. Começamos sendo 2, nos tornamos 3, e ja faz um tempo que voltamos a ser 2, afinal fomos abandonado de nosso passarinho.
Não são muitas as pessoas que lêem esse blog, mas eu gostaria de agradecer a quem leu pelo menos uma vez, muito obriado pela moral que nos foi dada. Obrigado aos nossos queridos amigos Bob e Salgado por apoiar essa idéia, e a todos que nos acompanham nesta empreitada.
Eu ia escrever alguma coisa a tarde, mas até que ficou bonitinho eu escrever isso pouco depois de meia-noite. Que venham mais muitos anos pela frente, um abraço a todos e mais uma vez, muito obrigado!

13 de ago de 2009

Blá, blá, blá.

Eu tinha que fazer uma redação pro curso de inglês e achei o tema muitíssimo interessante. "Clothes make the man."
Primeiro acharia legal explicar como eu interpretei esse "belo provérbio" americano. Quer dizer que o que você veste diz o que você é, certo? Éééé... depende da situação.
Quando se fala de uma empresa, a Petrobrás, por exemplo, essa frase meio que se aplica, visto que no "fantástico mundo dos negócios" o Presidente NÃO PODE usar a mesma marca que um lambe-selos qualquer. Pura bizarrice. E o pior é que se as pessoas usassem essas roupas caras só porque gostam não seria bizarro. O problema é a merda da ostentação, uma das bandeiras do século XXI. Sinto falta da Franternité, Egualité et Liberté. Vivam o consuminsmo, a ostentação, as aparências e a alienação!!
A mesma coisa acontece quando você sái vai a algum lugar com uma roupa "fora de moda". Você passa a ser alvo de piadas internas por parte dos playboyzinhos e das patricinhas fúteis que não enxergam nada além dos seus celular de 600 reais fabricados por crianças chinesas morimbundas de 9 anos.
NÃO! O que você usa no dia-a-dia NÃO define sua personalidade.
Não adianta nada usar roupas caríssimas por fora se por dentro você é pobre ^^

Beijão, rapeize!!

P.s.:Mais um post pra série "Ana Clara se revolta e critica a sociedade"
P.s.2: E após 3 meses, cá estou de volta! \o/

5 de jun de 2009

Meu nome é Ana Clara


Havia 204 anos desde a queda da bastilha - ou algo parecido com isso porque matemática não é nem de longe meu forte - quando eu nasci. Era o simbólico 14 de julho, da liberdade, fraternidade e igualdade. Não sei se por isso tenho esse meu coração de mãe com todo mundo. Acho que não, não tem nada a ver o dia que eu nasci com a minha amabilidade. É só uma coincidência muito feliz.
Eu tenho uma mãe professora de português que pega muito no meu pé - acho que ela queria uma filha com QI 160 -, um pai com um bom humor bastante peculiar e um irmão que queria ganhar dinheiro pra cantar e tocar violão, mas acabou fazendo medicina mesmo. Tenho uma cachorra que gosta de se meter no meio do mato e morde quem a pega no colo chamada Rana (ou talvez seja H e NN, é um nome cheio de variáveis).
Tenho um namorado e uma relação saudável com ele. Me senti uma chata de 50 anos e muita celulite falando do casamento dela falido. Relação saudável é muito feio mesmo. Mas eu não fiquei com medo de cair na pieguisse de começar a dizer o quão feliz eu sou com ele.
Não vou falar dos meus amigos. Posso esquecer de alguém e já viu, né? Vai vir cobrar e isso vai ser crise. E de crise já basta a econômica - me senti o Chatack falando.
Não gosto da Globo, com todas as suas novelas chatas e jornais marketeiros. Gosto de Friends. Não gosto de física nem matemática, acho que não gosto de números em geral. Gosto de Beatles e Oasis. Não gosto das pessoas chatas da minha sala - melhor não citar nome. Gosto de dar gargalhada com os amigos. Não gosto de praia. Gosto de vegetar nas horas vagas. Adoro vegetar nas horas vagas. É minha atividade preferida. Acho que se eu não tivesse nascido gente, tinha nascido planta.
Na verdade alguma coisa ficou errada no meio do caminho. Era para eu ser uma palmeira, dessas que dão sombra pra todo mundo que se aconchega embaixo dela. Nasci gente pra ter mais trabalho mesmo.
Pelo menos eu sou verde, como as plantas. Outro detalhe sobre a minha pessoa, eu sou jedi. Tá, piadinha ruim, mas alguns amigos meus vão entender. Porque algumas internas são só pra eles. Amo vocês, velas em quadrados, chinchilas, gostoss, escadinhas e todo mundo que tem internas mas eu não lembro agora. Minha memória só é pior mesmo do que a minha capacidade de resolver funções e problemas de física. Ainda bem que eu sou legal e muito boa com línguas. Aliás, eu sou muito legal. Uma das pessoas mais legais que eu conheço.
Acho que resumi minha vida. Talvez tenha ficado meio chato. O autor ficou se policiando pra não escrever as merdas que queria. Podia ferir o alheio, se é que me entendem. Tenham uma boa noite - ou dia, não sei que horas são aí - e por hoje é só, pessoal.

PS: reparou que não foi a Ana Clara que escreveu, né idiota? Mas ela é o narrador, que fique bem claro.

20 de mai de 2009

"Espera que o sol já vem"

Quem não passou por momentos difíceis na vida? Todos tiveram momentos difíceis na vida, muitas vezes as pessoas não sabem lidar com esses momentos. Mas quem foi que disse que precisamos lidar com eles? Quem disse que temos que fazer algo para que esse momentos passem?
As vezes o melhor a se fazer é esperar, apenas aguentar aquilo que você está passando, uma hora tudo passa. As vezes é melhor agir, mas nem sempre dá pra fazer alguma coisa!
É só ficar tranquilo, esperar que algo ou alguém mude tudo, transforme tudo, melhore tudo na sua vida!
Quando esse algo/alguém aparecer, você vai saber. Mais nada nem ninguém vai te incomodar, mesmo que essa seja a intenção, mais nada vai te deixar pra baixo se você tiver certeza que no fim vai ter quem você quer ao seu lado.
O meu "alguém" apareceu de vez em minha vida, nada mais importa, agora eu tenho tudo o que eu quero, aconteça o que acontecer.
O meu sol nasceu, me tirou da escuridão e eu espero que ele não se ponha nunca mais!

18 de mai de 2009

Fui na cozinha e peguei um copo d'água. Sentei no chão da sala com o laptop no colo, e fiquei uns cinco minutos encarando essa janela em branco. Resolvi escrever o que tinha feito pra danada da inspiração aparecer. Janelinha piscou, vou ver. Já volto. Voltei. Meu amigo Senador estava falando comigo sobre band aids. Prefiro não falar sobre esse assunto agora, melhor deixar pra outra ocasião.
Já sei. Vou escrever sobre a falta de assunto! Sabe aquelas horas que você não precisa de mais nada além de um bom assunto pra puxar? Pois é, nessas horas que você mais precisa, nada. Nada, nada, nada e nada. Absolutamente nada. Aí vem aqueles malditos: "E ae, será que chove?", "Tá indo bem nas provas?", "Tem feito o que?" E as respostas são sempre "Aham", "Bem", "Não sei".
É, tô nesses dias em que a falta de assunto abunda.
Falta de assunto sucks. Try to keep it away from you.

Beijo na bunda :)

5 de mai de 2009

Tá chegando a hora!


É, as coisas mudaram esse ano. Estou muito mais responsável que ano passado, pelo menos estava no início do ano, nos últimos dias tive algumas recaídas.
Mas os problemas não são as recaídas, não agora, agora os problemas são as provas. Estão chegando, só tenho mais uma semana pra estudar, e então vou descobrir se melhorei mesmo.
Confesso que esse ano estou mais preocupado com isso que nos anos anteriores. Prometi a mim mesmo que passaria direto esse ano, pretendo cumprir essa promessa. Cansei de fazer PAF, de estudar que nem louco no final do ano, cansei de receber esporros desnecessários.
Espero me dar bem nessas provas que estão por vir, para poder completar minha felicidade, só falta isso para tudo ficar perfeito!
Espero tirar boas notas. Agora, com licensa, vou estudar! ;D


PS: Peço desculpas pelo período sem posts do blog!

9 de abr de 2009

Nem sempre é "so easy" se viver

Tava no msn, e li o título desta postagem no subnick de um certo amigo Salgado.
Concordei plenamente com o meu queridíssimo amigo árabe.
Fora os problemas pessoais, ainda temos os da nossa sociedade. Fome, desemprego, egoísmo, miséria, entre tantos outros. Porém eles não são o meu foco agora.
Meu foco hoje, são os populares problemas adolescetes.
Ele(a) não te ligou, ou ligou e foi monossilábico(a), você não prestou atenção a uma aula e agora precisa fazer um trabalho, seus pais vivem pegando no seu pé, você não consegue se organizar, etc, etc.
Como lidar com essas pequenas pedras que se acumulam na nossa frente virando um muro?
Não sei, mas a parada mais louca da vida, é a gente saber viver apesar desses problemas que a vida nos apresenta, não é?
Não faça tempestade em copo d'água. Faça o melhor que puder!

Como diria o nosso amigo João Pestana (aquele que nos coloca pra dormir :P)
"Eu que já não sou assim
Muito de ganhar
Junto às mãos ao meu redor
Faço o melhor que sou capaz
Só pra viver em paz."
O Vencedor - Marcelo Camelo

28 de mar de 2009

Decepção!

As pessoas decepcionam, faz parte da vida! Elas nem sempre agem da maneira que você acha que elas deveriam agir, nem sempre fazem aquilo que você julga certo!
Todo mundo um dia já decepcionou alguém, com certeza eu ja decepcionei muita gente e muita gente já decepcionou, o importante é saber lidar com esse sentimento!
O problema é quando pessoas importantes para você mostram que elas não são exatamente quem você achava que fossem, mostram quem são de verdade.
Você não sabe o que pensar, não são essas pessoas que você quer por perto, você quer por perto as pessoas de antigamente, mesmo não sendo realmente quem elas são. E aí você se sente mal, chateado e principalmente decepcionado!
Como já disse antes, o importante é saber lidar com essas decepções, vou tentar lidar com as minhas!

18 de mar de 2009

Better biscuits.

-> Take a sad song and make it better.
Se... tem no orkut.

Já peguei!
Quase namorando. Ele ficou puto comigo. Nunca mais olhou na minha cara.
Aí eu consolei ele. Fui muito puta =/ E hoje eu só pego barro ¬¬'

O que foi?
Tô pensando nele, tô tentando esquecer o outro!

Porra mulher, tu abrevia demais! Caralho! Que merda!

Não dava, tava namorando. Mas era mentira, pq tava apaixonado. Garoto difícil cara!
Assim eu até passo mal!

Que pergunta retórica! A garota era mó puta!

"I get high with a little help from my friends" (8)

-Professora, posso ir lavar a minha barba?
-Isso é caneta ¬¬'

Frases sem sentido. Filosofia no quadro. Idéias voando.

15 de mar de 2009

Se a minha vida fosse um filme...


seria uma mistura de American Pie, com muita sacanagem e muita diversão, um pouquinho de High School Musical, estudando em um colégio cheio de alunos no mínimo esquisitos, que estão felizes na maior parte do tempo, sem nennhum motivo aparente e a minha família seria como a de Os Simpsons, muito distante da normalidade. Acredito que nela poderia encontrar um pouco de MIB já que conheço um monte de gente estranha, que parecem ter vindo de outro planeta. Claro, não posso deixar de citar Curtindo a Vida Adoidado, por motivos óbvios. Resident Evil, de vez em quando aparecem alguns zumbis para encherem meu saco. Para finalizar, qualquer conto de fadas da Disney, porque no final vou sempre acabar feliz para sempre!
E você, se sua vida fosse um filme, qual(s) seria?

18 de fev de 2009

Eternamente eterno!

Vou contar a história de dois meninos, Bernardo e Santoro, esses dois meninos se conheceram ainda no jardim de infância em uma escola chamada Patinho Sabido. Se tornaram amigos já naquela época, como moravam no mesmo bairro Bernardo ia na casa de Santoro brincar quase que diariamente, inventavam muitas brincadeiras, e viviam diversas aventuras na casa de Santoro.
No C.A., Santoro mudou de escola, mas essa mudança não foi suficiente para afastar os dois, por um tempo. Depois de um tempo as visitas de Bernardo à Santoro não eram mais diárias, como antigamente.
Algum tempo depois Bernardo foi estudar no mesmo colégio que Santoro, mas agora em séries diferentes, mesmo assim a condução que os levava e trazia do colégio era a mesma, e em pouco já haviam se tornado grandes amigos de novo.
4 anos mais tarde foi a vez de Bernardo mudar de colégio, mas, para a surpresa dos dois, a amizade continuou praticamente a mesma, saiam, Bernardo voltara a visitar Santoro, voltaram a ser os amigos que eram na infância, uma infância que para os dois foi muito boa.
Hoje os dois são grandes amigos e se falam constantemente.
Essa história é verdadeira e prova que existem amizades que a distância não atrapalha, essas amizades são eternas como a amizade cultivada por Bernardo e Santoro, uma amizade que começou na infância, mas que durará, com certeza, para sempre!

16 de fev de 2009

"O meu lugar
É caminho de Ogum e Iansã
Lá tem samba até de manhã
Uma ginga em cada andar

O meu lugar
É cercado de luta e suor
Esperança num mundo melhor
E cerveja pra comemorar

O meu lugar
Tem seus mitos e Seres de Luz
É bem perto de Osvaldo Cruz,
Cascadura, Vaz Lobo e Irajá

O meu lugar
É sorriso é paz e prazer
O seu nome é doce dizer
Madureira, lá lá laiá, Madureira, lá lá laiá

Ahhh que lugar
A saudade me faz relembrar
Os amores que eu tive por lá
É difícil esquecer

Doce lugar
Que é eterno no meu coração
E aos poetas trás inspiração
Pra cantar e escrever

Ai meu lugar
Quem não viu Tia Eulália dançar
Vó Maria o terreiro benzer
E ainda tem jogo à luz do luar

Ai que lugar
Tem mil coisas pra gente dizer
O difícil é saber terminar
Madureira, lá lá laiá, Madureira, lá lá laiá, Madureiraaa

Em cada esquina um pagode num bar
Em Madureira
Império e Portela também são de lá
Em Madureira
E no Mercadão você pode comprar
Por uma pechincha você vai levar
Um dengo, um sonho pra quem quer sonhar
Em Madureira
E quem se habilita até pode chegar
Tem jogo de lona, caipira e bilhar
Buraco, sueca pro tempo passar
Em Madureira
E uma fezinha até posso fazer
No grupo dezena centena e milhar
Pelos 7 lados eu vou te cercar
Em MadureiraaaE lalalaiala laia la la ia...Em Madureira"

12 de fev de 2009

Money, que é good e nós não have!


Quem foi que disse que dinheiro não trás felicidade? Bom, eu costumo ficar muito feliz quando ganho dinheiro, afinal, nesse mundo capitalista que vivemos, dinheiro não é só algo bom, é também algo mais do que necessário.
Não digo que não dá para ser feliz sem muito dinheiro, até porque não sou e nunca fui rico, mas o dinheiro tomou conta de nossas vidas e hoje não fazemos nada sem ele.
Se você quer roupas legais, precisa de dinheiro, se você quer um saduiche, precisa de dinheiro, se você quer pegar um cinema com os amigos, precisa de dinheiro.
Talvez não seja bom ser dependente do dinheiro como nós somos, alguns muito mais, outros menos, mas agora não tem mais volta, o capitalismo e o consumismo fazem parte de nossas vidas e eu acredito que isso nunca irá mudar.
Infelizmente muita gente morre por não terem uma renda que seja suficiente para seu sustento, para se alimentarem, para receberem tratamento médico adequado, para terem o conforto que necessitam, estamos a espera de uma pessoa que seja realmente capaz de mudar isso. Talvez esse seja o problema, estamos todos a espera, ninguém faz nada, nem eu, nem você, nem ninguém!
O dinheiro faz parte de nossas vidas, temos que saber usá-lo com consciência, temos que saber que existem coisas mais importantes que alguns pedaços valiosos de papel.
Se depois de ler isso você continuar achando que dinheiro não traz felicidade, doe o seu e seja feliz!

10 de fev de 2009

Ô Xango, SAI DAQUI

Meu nome está na boca do sapo? Acho que siim. rsrs

Essas férias, pra mim, estão sendo muito diferente das demais, aconteceram coisas que em 16 anos de vida nunca aconteceram. Creio eu que nessas férias eu jamais irei me esquecer!

Tudo começou numa noite que vinha sendo muito divertida. Amigos reunidos, mentiras sendo contadas, pessoas queimadas de praia... Estava diferente porque nada de estranho tinha acontecido comigo naquele dia. Mas, infelizmente, não foi diferente. Foi às 22h35min da noite do dia 10 de Janeiro, na Taquara, que pela minha primeira vez, fraturei alguma coisa. Foi meu tornozelo, e do jeito mais ridículo de acontecer, caindo de uma árvore de 2m de altura.

Mas porque eu iria subir numa árvore?

Querendo ser mais esperto que os outros no pique–esconde, eu subi numa árvore mais fina que meu amigo Bigode. É...

E daí foram duas semanas em casa (uma com o gesso).
Finalmente estava melhorando, podendo andar, curtir as férias do jeito que se deve curtir (pelo menos, do jeito que curtem), indo à festa, shopping etc.

Estava sendo bom demais pra ser verdade... =/

Sem mais nem menos, apareceu uma infecção no braço direito, coisa braba, difícil de combater!
Cinco dias, cinco médicos. Essa foi a minha triste e mais dolorosa semana que tive. A infecção não curava, e os dias se passavam, cada vez mais lentos.
Foi então que eu descobri o Hospital Pasteur, foi lá que me tiraram dessa infecção por meio de uma cirurgia (dolorosa, mas aliviadora).

Tudo isso eeem??... Um mês, recorde de mais fudido em menos tempo!

Hoje, dia 10 de Fevereiro, bem melhor. Às 8 da manhã estarei no aterro jogando bola, me divertindo!

Mas com certeza, eu curti mais essas férias que muiiita gente que estava com a saúde 100%. Nesse um mês, eu curti muito meus amigos do meu prédio. E reencontrei amigos que não os via desde o final das aulas, ou até do dia 10 de Janeiro de 2009! :S


Um beijo do Azarado, Fuui. ")

5 de fev de 2009

Futuro

Não conseguia dormir, respondera aos pais e eles mandaram desligar a televisão, sem a televisão para assistir até que o sono chegasse, começou a pensar em sua vida, então percebeu que não dormiria tão cedo.
Sobre o que pensava? Sobre o seu futuro, via a grande maioria de seus amigos já decididos sobre o que gostariam de fazer na faculdade enquanto ele ainda tinha muitas dúvidas sobre o que ele realmente gostaria de fazer. Ele se sentia pressionado, não conseguia entender porque para os outros era tão fácil decidir o que quer fazer enquanto para ele era tão difícil.
Ainda faltam dois anos, mas ele achava que já tinha passado da hora de tomar uma decisão quanto ao seu futuro. Pensando mais um pouquinho ele responsabilizou essa indecisão aos anos de pura vagabundagem no colégio, anos em que só estudava o necessário para passar e não o necessário para aprender, "tenho que mudar!" ele pensava, "esse ano tem que ser diferente!".
Já havia conversado com os pais sobre isso, e eles insistiam que ainda tava muito cedo para pensar nisso, mas porque era tão cedo para ele e para os outros já estava tudo planejado. Olhou para o relógio, que marcava 2:30 AM. Ia acordar cedo no dia seguinte, precisava ir domir. Começou a pensar as opções que ele teria, direito, engenharia, medicina, mas será que é isso que ele quer. Durante mais meia hora ficou pensando e pensando, de tanto pensar, caiu no sono.
Acordou as 7 horas da manhã no dia seguinte, e enquanto tomava banho para sair, lembrou da noite anterior e pensando mais um pouco percebeu que realmente não adianta se preocupar tanto agora com algo que ainda falta muito tempo para acontecer, essas coisas vão se definindo naturalmente, mas para que isso aconteça é necessária uma mudança em seu comportamento atual.
Essa mudança começou a acontecer no momento em que começou a pensar nisso tudo, talvez seja um ótimo início para um futuro ainda melhor.

31 de jan de 2009

Ler também é um exercício

Em uma conversa por msn, o assunto chegou a leitura, e a menina ficou surpresa com o fato de eu gostar de ler, e disse que nenhum garot que ela conhecia lia.
A única dúvida que tenho é como alguém pode não gostar de ler, ler é tudo, é muito bom, acalma, te tira da sua vida chata e te leva para uma outra vida.
Me orgulho de ter lido, com 16 anos, mais livro que muita gente.
A leitura leva a gente para um outro mundo, mundo completamente diferente do nosso, a leitura nos diverte, emociona, nos deixa tenso.
Viver durante 7 anos com Harry Potter na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts me fez sentir tudo isso e mais um pouco. Outra coleção que gostei muito de ter lido foi Desventuras em Série, me emocionei e me diverti com as mais diversas desventuras ocorridas na vida dos orfãos Baudelaire. Quando era pequeno um dos primeiros livros li foi O Menino do Dedo Verde que conta a história de Tistu e seu dom bem diferente.
Alguns escritores fazem como Dan Brown com seu Anjos e Demônios, Ponto de Impacto e Fortaleza Digital deixa você vidrado em cada uma de suas histórias. José Saramago e seu Ensaio Sobre a Cegueira mostram como o ser humano reage em uma situação de caos. Dos Brasileiros o que mais gostei foi Jô Soares contando como ocorreu o "assassinato" de Getúlio Vargas em O Homem que Matou Getúlio Vargas.
Os livros citados nesse texto são os que mais gosto, mas ainda tem muitos outros livros que li muito bons também, fora os que ainda não li, mas darei um jeito de ler.
O texto não é só uma propaganda de alguns livros que gostei, mas sim uma tentativa de mostrar como é bom ler, e o quanto ler é importante.
Experimenta ler um livro, se não gostar tudo bem, mas tome cuidado, ler vicia, e desse vício não tem como se reabilitar!

Perdão

História típica de novelinhas meia-boca no estilo de “Malhação”.
Ela amava. Ele enganou. [Nesse esquema só porque são sempre os homens os 'cafajestes' das tramas.] Estavam juntos há quase 1 ano, no ápice da felicidade. Aí, do nada, aparece uma loira boazuda, chamada Alicia, sua ex-namorada, disposta a reatar o antigo romance, porque percebeu que "não sabia mais viver sem ele". O rapaz fica abalado com a volta repentina de sua ex, e não sabe o que fazer. Ele realmente amava a loira, mas tinha um relacionamento estável com a atual namorada. Precisava pensar. Resolveu então pedir conselhos aos amigos.
O amigo playsson disse para ele ficar com a loira e não dizer nada para a namorada; O nerd disse pra ele pensar seriamente se valia a pena acabar um namoro legal e saudável pra ficar com uma pessoa que já o tinha ferido antes; O parceiro do futebol disse pra ele nem pensar duas vezes e terminar o namoro pra pegar a ex, afinal, se não desse certo com a loira de novo, ele era jovem e tinha muita mulher no mundo pra curar seu coração ferido; Sua irmã disse pra ele nem pensar duas vezes e mandar a loira catar coquinho, afinal, sua namorada atual podia não ser tão ‘gostosa’ quanto a ex, mas era uma pessoa sincera e o amava.
Ele tinha ficado confuso. Qual conselho deveria seguir? Será que ia valer a pena? Não, não ia. Estava decidido a ligar para a loira e dizer que não queria nada com ela, pois amava sua namorada e nunca a trairia. De repente, din-don, a campainha tocou. Ele se levantou e abriu a porta de seu apartamento. Deparou-se com sua ex-namorada vestida de uma forma muito sensual. Ela não disse nem boa noite, e acabou o beijando. Ele retribuiu o beijo e, pouco tempo depois, parou abruptamente. “E agora?” – ele pensava. Tinha feito tudo que não se deveria fazer. Só conseguia pensar na Luísa, sua namorada atual (ou não mais), ela nunca faria isso com ele. “Como eu sou um babaca! Eu tenho que falar pra Lu que eu a traí... droga! Vou quebrar o coração dela... Eu sou um merda! Eu sou um merda!”
Olhou para Alicia e disse que não podia continuar a beijá-la. “Eu amo a Lu! Isso não tá certo. Por favor, Alicia, não me procure mais.” A moça assentiu com a cabeça e disse: “Espero que essa menina saiba a sorte que ela tem. Ah! Se ela te chutar, me liga, gatinho” E se retirou.
O próximo passo era dizer para Luísa que tinha traído ela. Como isso seria difícil para ele... mas pela primeira vez na vida, tinha que agir como um homem e assumir seus erros. Droga, ele preferia enfrentar a torcida do Flamengo (argh!) toda do que dizer pra mulher que ele amava o que ele tinha feito. Quando se encontraram ele viu o quão bonita era Júlia e o quão ‘filha da puta’ ele era. Luísa beijou seus lábios e perguntou: “Que que foi, Di? Você tá com uma cara tão esquisita!”
- Escuta, Lu – eu comecei - desculpa, você não merecia isso. Lembra da Alicia, a minha ex-namorada? Então, ela apareceu do nada ontem lá em casa e ela me deu um beijo e eu retribuí. É, eu te trai. É, eu sou um idiota. Estou arrependido. Me perdoa. Se você nunca mais quiser me ver, eu vou entender. Por favor. Me perdoa. Por favor. Foi um beijo rápido, 1 minuto ou um pouco mais. Mas foi só isso. Por favor! Me desculpa!
...
Se você fosse a Luísa, o que você diria pro Diego?

28 de jan de 2009

Orlando, Flórida


Viajar é bom, isso é indiscutível, mas chegar em casa é muito melhor.

Voltar para casa e encontrar as coisas do jeito que elas estavam quando você saiu, encontrar a família, os amigos, comer a comida da sua vovó, essas coisas não tem viagem que supere.

Mesmo essa viagem sendo maravilhosa, inesquecível, divertida, engraçada, cheia de rolos. Todas essas coisas só dão mais vontade de voltar para casa para guardar todas as lembranças para sempre em sua vida, para poder contar todas as histórias da viagem para todo mundo, para guardar todas as imagens dessa viagem, não em uma pasta no computador, mas em sua memória.

É bom voltar para casa, para poder ter vontade de voltar a esse lugar mágico ao qual você visitou, e ter vontade de viver novas histórias.

Voltar de viagem só me deixou com mais vontade de conhecer muiitos outros lugares no mundo inteiro, me deu mais vontade de, quem sabe um dia, voltar com o mesmo grupo ao mesmo lugar, pq não?

Orlando, Flórida foi o meu destino, agora estou de volta, com muitas saudades de tudo lá, mas muito feliz de voltar com novos amigos, novas histórias e novas lembranças, e essas lembranças vão ficar para sempre na minha vida.

Eles que me aguardem, porque um dia eu volto!

8 de jan de 2009

Está chegando o momento nas fériias em que começo a sentir saudades de tudo, do povo, da escola, das aulas, do dia a dia escolar, de ter o que fazer.
Acho que esse momento acontece nas férias de todos, e é tão bom.
Mostra o quanto o ano anterior foi bom e que vc quer repetir aquilo tudo novamente, com as pessoas que você ama por perto. É uma prévia do quão bom o ano letivo será, ou não!
E então quando as aulas recomeçam você está com a corda toda, você pensa: " esse ano vou estudar como nunca!", seu caderno está organizado como nunca esteve antes, você tem toda a matéria no caderno, milagre, mas aí as aulas começam a ficar entediantes, vc não copia um dia de matéria, diz que vai pegar com alguém depois, mas esquece, as folhas que os professores entregam começam a sumir, você começa a esquecer de fazer alguns trabalhos, esquece que tem que estudar para as provas, e ai quando você vê, está sentado em uma cadeira fazendo prova final.
Depois de tudo isso, aquele plano que você tinha nas férias está arruinado, mas pelo menos você conseguiu aproveitar todos os outros momentos, esses momentos fizeram do seu ano um ano inesquecível, e esse ano inesquecível faz você sentir aquela saudade nas férias seguintes.
Isso tudo é um ciclo vicioso, nunca acabará, e isso é muito bom, dão um pouquinho mais de importância às aulas que estão por vir.
Ainda bem que não cheguei nesse momento das férias, ainda quero distância da escola, mas to com muitas saudades das pessoas, de todas, até das que não gosto.
Que as fériias continuem e que as aulas demorem muiiiiiiiito a chegar!

3 de jan de 2009

Esse ano, ...

eu prometo que vou estudar, que vou prestar atenção em todas as aulas (até nas de português), não vou matar mais nenhuma aula, e como consequência, passarei direto. Em 2009, eu prometo que vou levar as coisas um pouquinho mais a sério, vou ser um pouco menos irônico para não deixar as pessoas irritadas. Eu prometo não gostar de ninguém em 2009, prometo que vou continuar na minha, onde sempre fiquei durante todos esses anos. Prometo que vou ser um pouquinho menos metido (mas só um pouquinho). Prometo que não vou mentir para ninguém, nem que eu precise muiito.
Ah, quer saber, prometo que essas promessas não vão fazer a menos diferença durante 2009, prometo que vou deixar as coisas acontecerem naturalmente, só assim para 2009 ser tão bom quanto 2008.
É com essas promessas que desejo a todos um feliz 2009!